Vinhos & Queijos

Queijos & Vinhos Giassi Supermecados

Festival de Vinhos & Queijos

Todos os anos o Giassi realiza o Festival de Vinhos & Queijos. São itens especiais para que você aproveite o melhor de nossas opções de vinhos, queijos e afins e faça a combinação ideal para desfrutar da estação mais charmosa do ano.

Nesse espaço, disponibilizaremos dicas e curiosidades para que você possa fazer da degustação de um bom vinho um momento ainda mais prazeroso.

EXCELENTE COMBINAÇÃO

A origem dos itens que compõem essa dupla é uma longa e controversa história. Já a degustação é uma perfeita simbiose onde um completa o outro. O queijo possui uma variedade de sabores e formatos, sendo classificado como fresco ou maturado. Os queijos frescos são aqueles que já estão prontos para o consumo logo após a fabricação. Os queijos maturados são aqueles que sofreram trocas físicas e bioquímicas, processos responsáveis que dão a característica do alimento.

O vinho é o brinde perfeito para essa união. Uma charmosa bebida cheia de peculiaridades e sabores, que conquistou o mundo sendo produzida em muitos países. O vinho é tradicionalmente classificado em três aspectos, são eles: tinto, branco e rosado (rosé ou clarete). Além do processo de fabricação, o vinho também está diretamente ligado à temperatura e à forma de armazenamento. Um mesmo vinho servido em temperaturas diferentes pode apresentar características degustativas diversas.

Queijos & Vinhos Giassi Supermecados

Você sabia ?

A adega é o espaço onde o vinho é armazenado, seja ele em garrafas, barris ou em barricas. As garrafas sempre devem ser dispostas deitadas, pois dessa forma a rolha não resseca, processo que pode levar a deterioração e consequentemente causar alterações prejudiciais ao vinho. Para produzir uma garrafa padrão de vinho de 750ml, são necessárias aproximadamente 600 uvas.

A dupla pode ser uma excelente combinação para o jantar, um almoço ou uma reunião, mas é preciso saber harmonizar dois produtos tão marcantes. A primeira regra básica é descobrir e se divertir. Não existe uma dica absoluta na combinação, mas alguns detalhes aumentam a possibilidade de você ter uma combinação mais agradável.

Os queijos mais duros, como o parmesão, combinam bem com vinhos tânicos, caracterizados por "pegar na boca" ou "travar a boca?. Os queijos mais cremosos e suaves exigem maior acidez dos vinhos. Os vinhos brancos entram na lista dos queijos sem casca e frescos.

Queijo Emmental

Este tipo de queijo já apareceu em muitos desenhos animados. De origem Suíça ficou conhecido no Brasil como queijo suíço. Possuí um sabor levemente adocicado, mas a sua maior característica está no formato cheio de buraquinhos. Para acompanhá-lo, um vinho tinto com pouca tanicidade é ideal.

Ricota

Suave e cremosa, a Ricota pode ser consumida pura, uma boa dica é misturá-la com alguma geleia de sua preferência. Pode ainda servir como ingrediente em receitas doces e salgadas. Pode ser harmonizada com vinhos brancos leves e aromáticos.

Queijo Provolone

Nasceu na Itália e é o mais famoso em todo o mundo. É um queijo um pouco mais duro que o queijo prato. De sabor picante, possui uma casca proveniente do processo de defumação. Combina com vinhos tintos, robustos e jovens.

CURIOSIDADE

Conta-se que certa vez um comerciante árabe cavalgava pelo deserto, e sabendo que as altas temperaturas poderiam lhe causar desidratação, resolveu levar um pouco de leite de carneiro para beber e se hidratar. Quando o desejo de saciar a sede veio, encontrou no recipiente um líquido branco diferente do leite e mais ao fundo uma parte sólida. O que realmente havia ali dentro depois de uma intensa maratona no sol, nada mais era do que o queijo e o soro. A história é boa e existem ainda muitas outras, nas mais variadas versões.